Skip to content

RUA DA PRATA

Janeiro 19, 2014

paira uma poalha leve muito antiga

da memória de todos os artífices

nas mesas de oficina

 

e a rua desdobra-se nos passos

um pouco parda      erguendo-se pelas casas

movida pelos carros

 

nada mais é do que o trajecto andado

 

..

– meu anel de prata

de prata lavrada

com buril de sonhos

de risos e lágrimas –

 

Glória de Sant’ Anna in E nas Mãos Algumas Flores, 2007 pág. 36

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s